Source: (2005) In, Slakmon, C., R. De Vitto, e R. Gomes Pinto, org., 2005. Justiça Restaurativa (Brasília – DF: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD). Pp.279-293.

Durante os últimos 15 anos, o sistema de justiça criminal na Nova Zelândia foi transformado pela introdução e pelo desenvolvimento dos valores e processos da justiça restaurativa na justiça juvenil e nos sistemas para adultos. O processo está em andamento e é provável que estes desenvolvimentos continuem a evoluir à medida que se demonstre que as opções restaurativas são eficazes para fornecer uma experiência mais bem-sucedida tanto para as vítimas como para os infratores, o que resulta em maior responsabilidade e maior satisfação com os resultados. Neste artigo, examino o desenvolvimento de práticas restaurativas no sistema de justiça juvenil através da realização de reuniões de grupo familiar e de procedimentos decorrentes de encaminhamento dos casos pela polícia, e de processos restaurativos de reuniões e painéis comunitários do sistema de justiça criminal na Nova Zelândia.


Read Full Article